Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Esporte -

Verdão respira aliviado

Romes Xavier
Depois da chegada do técnico Hélio dos Anjos, o Goiás conquistou cinco vitórias e agora não está mais naquele sufoco de terceira divisão. Mostrou a sua grandeza e está no meio da tabela do campeonato com 41 pontos conquistados. Com mais duas vitórias o time estará definitivamente fora do rebaixamento e vai em buscar melhorar na classificação geral da competição. Conquistar uma das quatro primeiras colocações não consegue mais. Acesso? Esquece! Não terá nenhuma possibilidade, já que a matemática não ajuda. Só poderá chegar a 62 pontos, que serão insuficientes para alcançar o acesso para a primeira divisão. E outra, vencer sete esses jogos seguidos, é quase impossível. A missão esmeraldina é ainda sair do rebaixamento e depois melhorar o posicionamento na tabela do campeonato e não terminar próximos aos últimos colocados, que seria vergonhoso para as cores esmeraldinas. Penso que o Goiás já tem que começar a planejar o 2018 e fazer um trabalho que vai além de conquistar o Campeonato Goiano e achar que está bom demais. O Goiás tem que ter um time do tamanho que a torcida merece, um grupo capaz de vencer adversários fáceis e difíceis com a mesma determinação. O torcedor esmeraldino não pode mais passar pelo que está passando desde 2015 quando caiu da primeira divisão para a segunda e até hoje não conseguiu subir. Pelo contrário o time desse ano está sendo ruim e o do ano passado era ainda pior. Descompromissado! Se o Goiás quiser voltar a ser vencedor tem que começar a se planejar desde já, não pode esperar o ano terminar e montar o time do brasileiro depois do regional. Tem que contar com quem acha que dá conta de ser produtivo, compromissado com as causas do clube e buscar jogadores vencedores. Time de futebol também aprende ser perdedor, como aprende ser vencedor. O que os esmeraldinos precisam, é de um bom gestor de futebol, que saiba contratar e que coloque em campo no próximo ano um time vitorioso, que conquiste o titulo estadual e entre definitivamente como favorito em 2018. Que o Goiás seja mesmo grande! E não um time acostumado com as derrotas.

Hélio dos Anjos pode ser o técnico de 2018

Tudo para o Vila é mais difícil!!!

Todos os torce-dores e dirigentes colorados falam essa frase há anos. “Tudo para o Vila é mais difícil”. Sabem por quê? Porque o time do Vila Nova deixa tudo para a última hora e todo jogo passa ser decisivo. Isso acontece há 40 anos, desde a conquista histórica de quatro títulos goianos consecutivos (77-78-79-80). Quando os times eram bons e tudo era mais fácil não tinha essa de que tudo era difícil. Era muito simples escalar o Vila Nova da conquista do tetra campeonato. De lá para cá, foi criado esse mito que é mais complicado e que tudo no Vila Nova é conquistado com muito sacrifício e o suor é sangue. No futebol não existe essa história de que o cavalo passou na sua porta e ninguém montou. No futebol existe o mais preparado, quem tem o melhor grupo e as melhores peças de reposição. Ganha - se jogos com times e campeonatos com elenco. Na reta final está faltando grupo ao Vila Nova. O time não tem um ataque eficiente, o chamado homem gol. Se colocar os atacantes do Vila Nova: Moisés, Matheus Anderson, Thiago Adam e qualquer outro jogador, juntos não marcaram os oito gols de Carlos Eduardo do Goiás. Aí, irmão! A fatura chega! Para conquistar uma vaga para a série A de 2018 o Vila Nova terá que obter cinco vitórias e um jogo poderá ser descartado. Garantindo 66 pontos dificilmente o tigrão deixará de estar na elite do futebol brasileiro no próximo ano. Mas agora vem a pergunta. Como será possível se o time nos últimos seis jogos só conquistou seis pontos? Tudo depende do Vila Nova, a equipe precisa ganhar motivação e etomar os caminhos dos bons resultados. Um detalhe: o técnico Emerson Maria não pode deixar o farol ficar baixo até que o fim da competição chegue. Já que Ceará e Paraná podem cair de rendimento também, não serão vencedores até o fim, vão ter que perder também. Ou seja; o time colorado precisa voltar a vencer e esperar o tropeço dos seus concorrentes, quem sabe ainda dá!


Alan Mineiro, meia caiu de rendimento nessa reta final

Corinthias com titulo ameaçado?

O Corinthians corre risco de perder esse brasileiro? Não pode ser afirmado que o Corinthians perdeu a gordura acumulada no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. A vantagem do Timão ainda é muito grande em se tratando de reta final de campeonato. E o que é mais importante, o Grêmio que tem o segundo melhor time do Brasil, dá se a impressão que desistiu do campeonato e vai se dedicar a Libertadores da América. Mas não restam dúvidas que o Corinthians ainda vive do que foi feito no primeiro turno, onde acumulou muita gordura para que fosse queimada na fase ruim. Até que passou por um período de vacas magras no começo do returno, só que ninguém soube aproveitar e nem sequer encostou ameaçando a liderança corinthiana. Essa diferença de seis pontos para o segundo colocado é a menor desde julho deste ano. Já foi uma diferença de: 12,11, nove pontos e só agora diminiu. Foi após a derrota para o Botafogo por 2x1 na segunda-feira e as vitórias de Palmeiras por 3x1 em cima do Grêmio e do Santos por 1x0 no Atlético/GO, que a diferença ficou menor, talvez um pouco tarde. Os demais times que brigariam por títulos não se aproveitaram dos resultados negativos do Corinthians, que quando perdeu, os concorrentes também perderam. Vai Curintia!!

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior