Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Miguel Patrício -

FACILIDADE PARA DIFICULTAR AS COISAS

Ele é um personagem quase desconhecido na sociedade. Na maioria das vezes passa despercebido e não lhe damos atenção ou importância. Mas ele existe, está sempre ao nosso lado complicando a vida ou, sendo mais brando na análise, fazendo o que pode para não ajudar. Estou falando daquele tipo de pessoa que tem facilidade para dificultar as coisas.

Não se trata simplesmente de um indivíduo derrotista ou preguiçoso. Na verdade tem um pouquinho de tudo isso, mas vai além. Gente assim acha tudo difícil. Nada é feito com alegria ou prazer. Quando uma ideia é apresentada, quando um projeto é idealizado, coloca mil obstáculos, inúmeros contratempos para a sua realização. Há um pessimismo sempre exagerado em suas palavras e uma morosidade de ação em seus atos. Ao redor, emana uma incrível e indesejada facilidade para dificultar as coisas. Já falei.

E isso contagia. Surge o desânimo, e o clima construído favorece a inércia. O objetivo antes visualizado agora parece bem distante, quase impossível de ser atingido. Nasce um abismo colossal à frente, e a carruagem da realização para, impedida por algumas palavras de revés, por expressões de derrota, por passos de tartaruga. Havendo ao lado uma dessas pessoas, pouco se faz. Planos são deixados de lado, sonhos são abandonados na orla do caminho. Ela tem facilidade para dificultar as coisas. Falei de novo!

Olhe em volta. Se prestar atenção, vai reconhecer diversas pessoas assim. Elas estão pertinho de você. Parentes atrapalhando os preparativos de Natal ou até mesmo uma simples reunião de domingo para o almoço. Amigos impedindo o passeio idealizado no início do ano ou a compra do barco novo para a pescaria. Colegas de trabalho resistindo à mudança de sala para otimizar o atendimento ou adiando um pequeno arranjo nos arquivos e estoques. Parceiros correndo de tarefas domésticas no final de semana ou abortando a criatividade na relação sexual. Todos têm facilidade para dificultar as coisas. Falei outra vez?

Sei que todos nós temos defeitos. Vários deles até piores, mas ter ao lado alguém acostumado à derrota não é fácil. Se incentivado, ainda faz alguma coisa, mas vive sem atitude, sem vontade de realização, sem pressa de chegar. E sempre com uma frase preparada para ninguém tirá-lo da zona de conforto. Olhe em volta, você vai reconhecer inúmeros indivíduos assim, que tem facilidade... Não vou repetir. Fim.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior