Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
De Olho Aberto -

De Olho Aberto

Desligando (I)

Após um mês da Coluna divulgar que o ex-vereador Ailton Caetano (PTC indo para o PL) entregaria os cargos indicados por ele ou pelo partido no Governo Municipal ele anunciou a saída.

Desligando (II)

Na última sexta-feira, 29, último dia útil do mês de novembro, o diretor de arrecadação Richarde Candie Pereira, filho de Ailton Caetano entregou seu pedido de exoneração.

Desligando (III)

Seguindo a retórica e fazendo conforme a Coluna noticiou, na última terça-feira, dia 3, Ailton Caetano protocolou carta ao Prefeito Zezinho Vieira (PP) entregando os cargos indicados por ele ou por seu partido.

Desligando (IV)

Na carta Ailton agradece ao prefeito, cita sobre conquistas que atribuiu a aliança construída em 2016, aos nomes indicados por ele e pelo partido, mas também reclamou nas entre linhas e encerrou com a frase “a gente se desliga”, carta que após ser protocolada foi amplamente divulgada nas redes sociais.

Desligando (V)

Para ocupar o lugar de Richarde, o prefeito Zezinho Vieira convidou o ex-vereador Joãozinho do Foto (PSB), que em 2016 foi o 4º candidato a vereador mais bem votado (599 votos), mas não conseguiu se reeleger devido cociente eleitoral.

Desligando (VI)

Joãozinho do Foto que antes de ser vereador foi diretor financeiro da FESG (mantenedora do UniCerrado) e secretário de finanças durante o Governo do ex-prefeito Marcelo Coelho (MDB).

Mudanças (I)

Estão sendo feitas na estrutura administrativa da Prefeitura Municipal com o objetivo de aumentar a eficácia dos serviços ofertados à população. Entre as mudanças está o desmembramento das secretarias de Obras e Serviços Urbanos, que voltou a ser duas.

Mudanças (II)

Izaías Pirett ficou no comando da nova Secretaria de Serviços Urbanos, enquanto Willer Buzain assumiu o comando da Secretaria de Obras. O Serviços Urbanos vai cuidar da limpeza urbana, manutenção de praças, parques e jardins entre outros logradouros, enquanto Obras concentrará seu esforço efetivamente na infraestrutura, em especial na pavimentação asfáltica.

Mudanças (III)

Falando em pavimentação asfáltica, a Prefeitura Municipal realiza nos próximo dias Licitação para aquisição de um caminhão usina para ajudar na execução das obras de recuperação da malha viária da cidade.

Mudanças (IV)

Saulo Severo tem sido elogiado por sua postura no atendimento às pessoas e lideranças que procuram o Gabinete do Prefeito em busca de informações ou para apresentar reivindicações ao Chefe do Executivo Municipal.

Mudanças (V)

Os elogios ao novo Chefe de Gabinete são em razão do desdobramento no atendimento, onde ninguém fica sem o feedback para que a demanda seja total sanada, independentemente do desfecho necessário.

Deu o esperado (I)

O Governo de Goiás, assim como todos já esperavam, não convidou os prefeitos para a tradicional parceria na entrega dos brinquedos de natal às crianças goianas.

Deu o esperado (III)

Em cerca de 200 municípios, onde os prefeitos não o apoiaram, como é o caso de Goiatuba, Joviânia, Aloândia, Vicentinópolis, Morrinhos, entre outros, apenas a OVG promovendo o evento, que ficou miúdo em todos esses lugares.

Deu o esperado (IV)

A direção da OVG e o Governo Estadual esqueceram que, quem bancava a festa, o evento, toda estrutura de apoio, segurança, alimentação, parque infantil, e muitas outras coisas eram as prefeituras e que a OVG entra na verdade com a parte mais barata – os brinquedos.

Deu o esperado (V)

Em Goiatuba por exemplo, a festa que era na Feira Coberta foi reduzida para o corredor do Instituto Tecnológico de Goiás (ITEGO), onde o espaço é insuficiente para um evento onde centenas de pais deverão comparecer com crianças para retirada do brinquedo.

Deu o esperado (VI)

Alguns prefeitos que apesar de passarem o ano com o pires na mão tentando algum benefício do Governo Estadual para seus municípios e não alcançaram nada, viram na distribuição de brinquedos uma última possibilidade de governança republicana – só frustração.

Deu o esperado (VII)

Os principais analistas da política goiana ainda não conseguiram desvendar o porque do repúdio do Governador Ronaldo Caiado (DEM) em fazer alianças. Uns mais ousados até citam que “ganhar a primeira sozinho é até relativamente fácil, mas sem alianças, a segunda se torna algo remoto”, avaliam sobre uma provável reeleição.

No ar e em campo (I)

Está a radialista Idelma Silva (deve mudar de partido) com seu programa nas tardes pela Rádio Sempre FM. Sem papas na língua e muita autenticidade, ela espalha alegria e informação.

No ar e em campo (II)

Idelma Silva deve definir nos próximos dias para qual partido deve seguir. Segundo ela, sua pré-candidatura a uma das vagas na Câmara Municipal de Goiatuba está cada dia mais consolidada e o objetivo é representar as mulheres no Parlamento Municipal.

Cadê o Rodriguinho (I)

Desde a tarde do último domingo, onde tudo era pra ser só festa com a expectativa da conquista do título da 3ª Divisão do Goianão, o esporte goiatubense precisou misturar os sentimentos, onde chorou-se com a partida de Rodriguinho, ex-atleta do Azulão, com a celebração do título.

Cadê o Rodriguinho (II)

Mesmo com voz embargada, a torcida azulina compareceu em massa ao Estádio Divino Garcia Rosa prestigiando a equipe e ao mesmo tempo homenageando Rodriguinho por seus feitos no futebol goiano e nacional, com importantes conquistas.

Cadê o Rodriguinho (III)

Após a partida, onde o Goiatuba Esporte Clube venceu por 3 a 1, conforme previu o campeão goiano de 1992 – Estrela, as celebrações e homenagens ganharam as ruas da cidade com a festa pelo título se transformando também numa justa homenagem a Rodriguinho.

Cadê o Rodriguinho (IV)

A morte de Rodriguinho teve repercussão nacional e também serviu de alerta para um problema que tem se tornado cada vez mais comum entre a população relativamente jovem – a leucemia.

Cadê o Rodriguinho (V)

Além da humildade e honradez deixadas por Rodriguinho, outro legado que precisa se tirar de sua precoce partida é a necessidade de aumentarmos a população doadora de órgãos, em especial medula, já que esta é feita em vida sem nenhum prejuízo ao doador.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior