Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
De Olho Aberto -

De Olho Aberto

Goiatuba

Azulão I - Muitos torciam contra, outros nem torciam, mas a verdade é que o azulão do Sul, Campeão Goiano de 1992, está de volta.

Azulão II - Com muito empenho e disposição, a nova diretoria do clube arregaçou as mangas e conseguiu colocar o time novamente em uma competição patrocinada pela Federação Goiana de futebol.

Azulão III - Neste primeiro momento, disputará o Campeonato Goiano das categorias sub-17 e sub-20, em agosto a meta é disputar e ser Campeão da 3ª Divisão do Goiano de Profissionais, destacou o Presidente Saulo Severo.

Azulão IV - A estreia da equipe sub-17 do Goiatuba Esporte Clube acontece na próxima quinta, dia 27, no Divinão, às 15:30h, contra a equipe da Rioverdense, sem cobrança de ingressos!

Azulão V - A expectativa da diretoria é que sem a cobrança de ingressos a torcida possa prestigiar os jogos dos garotos e torcer para a equipe que deseja ocupar novamente o lugar de destaque no cenário estadual e nacional.

Fora da Lei I - Perguntar não ofende. O IAG, GoiatubaPrev e Secretaria de Desenvolvimento Socioeconômico não são órgãos públicos do município?

Fora da Lei II - A Câmara Municipal de Goiatuba não aprovou recentemente projeto de lei do então vereador Pastor Juliano, que disciplina as cores a serem usadas nos prédios públicos municipais?  

Fora da Lei III – O questionamento é muito simples, o prédio locado para instalação desses órgãos não foram pintados de acordo com a nova legislação sobre a cor dos logradouros públicos.

Fora da Lei IV – Pior de tudo isso, é que antes, em um tempo não muito distante, um ex-prefeito pintou todo patrimônio público na sua cor preferida. Agora, em desrespeito à Lei, o imóvel foi pintado com a cor que remete a uma sigla partidária.

Fora da Lei V – Coincidência ou não, a sigla partidária relembrada pela cor usada no imóvel é do partido do atual gestor municipal.

Tenso I – Esse foi o clima na Câmara Municipal, no primeiro período legislativo após o pega-pega que culminou num “racha” no bloco governista e que deu pano pra manga na semana passada.

Tenso II – O grupo exigiu o fim da participação do vereador Cleiton Camilo (PMDB), no Programa Glay di Meneses por entender que o parlamentar estava expondo o Legislativo e nos desdobramentos sobrou para todo mundo.

Tenso III – Apesar do clima, o presidente Noroel Buzain administrou a situação e não permitiu que a situação deteriorasse ainda mais.

Aberto I – Para o diálogo é como está o Democratas de Goiatuba que ainda não fechou com ninguém, em relação a quem apoiar nas próximas eleições. Quem afirma são Zé Artur e Elioenay, interlocutores do grupo do DEM goiatubense não fechou apoio a ninguém e vai continuar conversando com pré-candidatos.

Aberto II – Zé Artur afirmou à Coluna que o grupo goiatubense só caminhará ao lado de projeto vencedor e de quem dê a devida valorização a todos os seus integrantes e à Goiatuba.

Aberto III – Ele também afirmou que o grupo também não definiu qual candidatura a governo irá apoiar e que até o presente momento não foram convidados pelo governador Marconi Perillo para caminhar com ele.

Aberto IV – Zé Artur concluiu ressaltando que o Democratas goiatubense possui um grupo excelente e que pode ajudar muito na eleição de quem apoiar, todavia, a escolha será criteriosamente debatida para evitar erros de outros pleitos.

Goiânia

Gafe I – A imprensa da capital não poupou o deputado Túlio Isac (PSDB) pelo “Crtl+C e Crtl+V”, de um projeto do deputado paulista Rafael Silva (PDT/SP).

Gafe II – A colunista do jornal O Popular, Fabiana Pulcineli, afirmou em sua coluna publicada no dia 18, que é comum os parlamentares goianos copiarem projetos de parlamentares de outros estados.

Gafe III – Fabiana ressaltou que a prática não seria de um todo ruim se os parlamentares e suas assessorias tivessem o cuidado de rever o texto antes de mandar para o Plenário. É que no caso do deputado Túlio Isac, o texto do 1? paragrafo da justificativa do projeto parabeniza os policiais, só que os policiais paulistas e não goianos.

Gafe IV – Não bastasse copiar o projeto, também foi inobservado que o mesmo foi rejeitado pela Assembleia paulista por ser inconstitucional, pelo fato de que o mesmo deve ser de iniciativa do Executivo.

Eleições 2014 I - Tem um instituto de pesquisa que vai acabar fazendo Iris Resende sair candidato a governador de Goiás. É que toda pesquisa divulgada por este instituto o coloca como favorito dos eleitores

Eleições 2014 II - O instituto é o mesmo  que dava 6% de intenção de votos para o governador Marconi Perillo e 75% para Iris Resende, no primeiro embate dos dois, em 1998.

Eleições 2014 III - Alguns observadores da política goiana acreditam que o sentimento que move o ex-governador na busca incessante (ou insana) para ser candidato a governador é não admitir que seu afastamento do palácio das esmeraldas foi um acidente de percurso.

Eleições 2014 IV - Iris assumiu o governo de Goiás em 1983 certo de que tinha sido ungido por forças divinas para conduzir os destinos do estado e nunca admitiu ter sido derrotado nas urnas por jovem deputado que ousou desafiar sua liderança.

Mensalão

A vitória do ex-deputado João Paulo Cunha, que ficou livre da acusação de formação de quadrilha, pôs fim ao julgamento dos mensaleiros pelo STF. Um alívio, pois pelo andar da carruagem, corria-se o risco (ou ainda corre?) de além de serem considerados inocentes, terem direito a ser indenizados pela justiça.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior