Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
De Olho Aberto -

De Olho Aberto

Goiatuba

Fim da linha... I - Eram 9 chegou 1. Este é o resultado final da corrida eleitoral em Goiatuba, a maior de todos os tempos, com o recorde de candidatos lutando pelo controle da prefeitura mais quebrada da região.

Fim da linha... II - Pelo espinhoso caminho que se passa o processo eleitoral foram ficando um a um, até que domingo, dia 2, alcançaram a reta de chegada, em condições reais de não saírem extremamente machucados, apenas 3 postulantes.

Fim da linha... III - O primeiro foi o vice-prefeito Elioenay Magalhães (DEM) que teve problemas no momento de registro da candidatura, e talvez, graças a este problema tenha protegido seu capital político. Já que saiu fortalecido na denúncia do Ministério Público que denunciou membros do Legislativo e do Executivo por desvio de recursos.

Fim da linha... IV - Também ficou pelo caminho e não empolgou ninguém o vereador Noroel Buzain (PSC), que, como candidato a prefeito recebeu a metade dos votos que teve para vereador em 2012.

Fim da linha... V - O vereador Arnaldo Salatiel também é outro que apesar de ter um bom legado político, filho do ex-prefeito Godofredo e irmão de Ronaldo Salatiel, não deslanchou e recebeu pouquíssimos votos.

Fim da linha... VI - Esta eleição também serviu para mostrar que o sentimento contrário ao PT que ecoou pelo país chegou a Goiatuba e praticamente decretou o fim do partido no município, já que a sigla não mais atrai nenhuma liderança de expressão e tem sobrevivido na UTI.

Fim da linha... VII - Após todos os percalços e glórias, Pedro da Tricolor (PTN) pode se dizer um vitorioso. Sem nenhuma estrutura e muito menos dinheiro, em sua primeira disputa eleitoral chegou na terceira colocação com quase 20% dos votos e ainda teve 3 vereadores de sua coligação eleitos.

Fim da linha... VIII - Novamente o grupo liderado pelo ex-prefeito Reinaldo Cândido (PSDB), que desta vez tentou emplacar sua esposa foi derrotado. A diferença desta vez é que não foi no tapetão e sim nas urnas.

Fim da linha... IX - Por fim, Zezinho Vieira (PP), que muitos o achavam fraco, há 60 dias, o tiveram que engolir. Apostou numa equipe que mesclou juventude e experiência, sem muitos medalhões, recusou apoio financeiro, não deixou deputados e muitas figuras ilustres subir em seu palanque e financiou praticamente sozinho seu trunfo.

Fim da linha... X - Zezinho chega com moral após vencer uma eleição que parecia perdida, principalmente por ser filiado ao PP, partido do prefeito Fernando Vasconcelos que não vive seu melhor momento. Mesmo assim, Zezinho conseguiu fazer uma campanha sem que vinculassem sua imagem à atual administração municipal.

Transição I - Na próxima semana começam os trabalhos da equipe de transição. Prefeito eleito Zezinho Vieira deve indicar pelo menos 5 pessoas para juntamente com membros do atual governo fazer os tramites legais.

Transição II - Esta equipe deverá de imediato analisar o Orçamento de 2017 que está à disposição da Câmara de Vereadores para ser apreciado, ao qual deverá ser apresentado algumas emendas para atender o plano do governo que assumirá em 2017.

Pesquisas I - Novamente, como era esperado, uma avalanche de pesquisas foi derramada na cidade, mais sem nenhum efeito prático sobre o eleitor que já se cansara deste recurso eleitoral e aos poucos se definia silenciosamente.

Pesquisas II - Apenas o Jornal Goiás Interior, que este ano usou seu próprio instituto, a Global Consulting, foi capaz de registrar e mostrar a evolução do cenário goiatubense e prever que Zezinho Vieira poderia vencer as eleições.

Pesquisas III - Aliás, a Global Consulting também foi a única empresa que detectou que Zezinho Vieira crescia, o contrário dos institutos contratados por alguns comitês eleitorais. A experiência mostra que esta ferramenta já está ultrapassada.

Pesquisas IV - Nem mesmo a tentativa de desacreditar as pesquisas da Global Consulting divulgados no Goiás Interior foi capaz de barrar o crescimento do candidato pepista, com sua vitória sendo confirmada pelas urnas e mostrando que o jornal não mentiu.

Pesquisas V - Apesar dos ferrenhos ataques contra o jornal nas modernas redes sociais, prevaleceu a seriedade, a experiência e o compromisso com a verdade, que não foram sucumbidas pelas paixões político-partidárias.

Pesquisas VI - Único veículo de comunicação a não ter atuação em nenhuma das campanhas em Goiatuba, o jornal Goiás Interior, ergueu-se das cinzas para mais uma vez mostrar a que veio. Fazer história, escrever a história e ser a história.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior