Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Edeia -

Termina o ano e Votorantim Cimentos não cumpre promessas

Termina o ano e Votorantim Cimentos não cumpre promessas 

Sebastião Almeida
A promessa para a construção de uma Unidade Mista de Saúde, em Edéia, completa no próximo dia 20 um ano sem sair do papel. E segundo a Votorantim Cimentos “ está Atrelada á supostos financiamento do BNDES” conforme revelou ao ser procurado por nossa reportagem, Flávio Freire, representante da gigante do setor.

Flávio Freire revelou que a empresa tem esperanças de que o financiamento saía neste inicio de ano, “tudo foi feito cumprindo as exigências e os tramites legais esbarrando agora na burocracia, caso contrário, se demorar comprometerá o andamento das obras da empresa, e por isso houve uma pequena desaceleração nas obras”.

Em função da instalação da nova fábrica na região, a Votorantim Cimentos, em parceria com o Instituto Votorantim, assinou no inicio de janeiro de 2013, protocolos de intenções com as prefeituras das cidades de Edéia e Edealina. Durante a assinatura desses protocolos, estiveram presentes os prefeitos Élson Tavares de Freitas (Edéia) e João Batista Boiadeiro (Edealina) e o gerente de projetos da Votorantim Cimentos, Flávio Freire, secretários de saúde e outras autoridades.

Os protocolos têm como objetivo estabelecer compromissos de longo prazo com as duas comunidades e na oportunidade foi estabelecido um prazo limite para serem viabilizadas uma Unidade de Saúde de porte 1 na região sul de Edealina e aparelhagem adequada para a realização de intervenções de pequena e média complexidade e acrescidas de aparelhagem de raio- X, entre outros. Assim foi prometida também á Edéia que a partir da doação de uma área a serem doadas pelas prefeituras, as obras seriam entregues em julho de 2013. O terreno que foi doado pela prefeitura de Edéia situa-se na Rua 2, no Setor Elite, com 2.187,85 m².

A obra prometida para Edéia seria uma Unidade Mista de Saúde (UMS) que seria construída pela Votorantim Cimentos e a prefeitura será responsável por equipar a Unidade, além de contratação dos profissionais para garantir o funcionamento da estrutura.

O prefeito de Edéia, Elson Tavares (PSDB), assim como toda a comunidade estão no aguardo do cumprimento da promessa e torcem para que a burocracia não a arraste para o caminho de sua inviabilização. A empresa ainda não deu nenhuma informação oficial de quando realmente iniciará as obras desta Unidade.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior