Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Caldas Novas -

Padrasto mata enteado, cães não abandonam dono

João Batista, preso pela Polícia Civil acusado de matar o enteado

Na tarde de domingo (6), Policiais Civis de Caldas Novas prenderam em flagrante João Batista Ferreira, vulgo “João Quati”, 60 anos, capturado horas após ter assassinado seu enteado Paulo Júlio Moreira da Silva, 31 anos, fato ocorrido na madrugada do mesmo dia, no bairro Mansões das Águas Quentes, na cidade das águas quentes.
Após ter praticado o crime, João Batista efetuou ligação telefônica para a sua companheira e mãe de Paulo, informando que tinha praticado o delito. A Polícia Civil compareceu à residência onde aconteceram os fatos e constatou que Paulo foi morto com requintes de crueldade, sendo vítima de golpes de marreta na cabeça e facadas pelo corpo.
Na sequência, os policiais iniciaram as buscas por João Batista, sendo que o suspeito foi capturado no fim da tarde do domingo, no exato instante em que ele aguardava por uma condução para deixar o município, nas proximidades da rodoviária.
João Batista já cumpriu pena por homicídio na cidade de Corumbaíba-GO, tendo deixado a cadeia há cerca de quatro anos. Ao delegado Wllisses Valentim, responsável pelo caso, João afirmou que estava embriagado por ter ingerido cerveja e pinga e, por conta disso, perdeu a cabeça e tirou a vida de seu enteado após uma pequena discussão.
Um fato chamou a atenção dos policiais que foram até o local onde o crime aconteceu. Os dois cãezinhos da vítima estavam sobre o seu peito, guardando o corpo do dono. João se encontra preso à disposição da Justiça e responderá pelo crime de homicídio qualificado, podendo receber pena de 12 a 30 anos de prisão caso condenado. Fonte: Polícia Civil

No detalhe, os cãezinhos sobre o corpo do dono morto pelo padrato

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior