Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Caldas Novas -

Mulheres são presas por cárcere privado

 

Na tarde desta segunda-feira (23), Policiais Civis de Caldas Novas, coordenados pela Delegada de Polícia da DEAM Dra. Sabrina Leles de Lima Miranda, prenderam Wellyka Nóbrega de Oliveira e Camylla Cristina Pereira pelo crime de cárcere privado qualificado.

As duas eram coordenadoras do Centro de Tratamento de Dependência Química Reviver, localizado no setor Universitário, em Caldas Novas. Ao chegarem no local, a equipe de policiais civil, acompanhados de Vigilantes Sanitários e da Secretaria de Assistência Social de Caldas Novas, encontraram 20 mulheres reclusas em quartos daquela pseudo clínica de tratamento.

Foi verificado que no local haviam duas adolescentes, quatro idosas de idade avançada e demais mulheres adultas.

Algumas internas apresentavam quadro de dependência química, mas outras possuem doenças mentais, tais como esquizofrenia, transtorno bipolar, depressão e doenças senis, não havendo no local a mínima estrutura para o cuidado das doentes.

A investigação se iniciou após a morte de uma interna, na madrugada anterior, a vítima apresentava quadro de esquizofrenia e transtorno bipolar, não sendo dependente química. As causas da morte estão sendo investigadas.

As presas estão recolhidas na Unidade Prisional de Caldas Novas, à disposição do Poder Judiciário e do Ministério Público. As mulheres e adolescentes estão sendo restituídas a suas famílias.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior