Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Adeídes Rodrigues Pereira -

Os bons não sofrem

 

Há quase 25 anos, no alto de minha ignorância, quando entrei na enfermaria do Hospital das Clinicas de Uberlândia e me deparei com meu irmão aguardando a morte chegar após ter sofrido um grave acidente de trabalho, não me contive e indaguei a Deus: “Qual a razão de se viver?”Instantes depois e recobrindo minha consciência pedi perdão por descabida indagação.

Todavia, na madrugada de hoje (26/9/2017), ao receber a notícia do falecimento do amigo Edson do Som, encontrei a resposta para aquela minha ignorante indagação. “É que os bons não sofrem!”

Pior, isto é bíblico! É que as pessoas boas não podem ficar expostas à tribulação, elas se sucumbiriam, veja o que traz as sagradas escrituras em Mateus 24:21-22 “Porquanto haverá nessa época grande tribulação, como jamais aconteceu desde o início do mundo até agora, nem nunca mais haverá. E, se aqueles dias não tivessem sido abreviados, nenhuma carne seria salva. Mas, por causa dos eleitos, aquele tempo será encurtado.”

Minha cegueira e ignorância levaram quase 25 anos pra serem respondidas, mas foram. Meu irmão, pessoa de alma pura, meiga e que nada sofrera até aquela data do terrível acidente, nunca havia se maculado pela ganância, arrogância ou a hipocrisia que vagueiam por meio da tal “sociedade” em que estamos inseridos. Quando fui acordado, ainda na madruga de hoje, com a notícia da partida do Edson do Som, a resposta clareou em minha mente e me veio o referência bíblica, mostrando-me que os dias são abreviados. E são para que pessoas especiais não sofram. Como cheguei a esta conclusão? Simples, em segundos vi que os perfis de meu irmão e do amigo eram idênticos. Pessoas normais, simples, humildes, éticas, leais, personalidades firmes, caráter inquestionáveis, perfil de pessoa boa e que não merece sofrer, seja numa cama ou numa sociedade podre. Assim, Deus os colhem para seu seio e os livram da tormenta.

Como o tempo é bom conselheiro! Como a escola da vida é verdadeira! Como o aprendizado vem com o tempo e a vida bem vivida! Como duas perdas irreparáveis podem nos dar respostas e nos mostrar verdadeiramente quem é Deus e os motivos do seu agir.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior