Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Política -

Operação Tarja Preta prende prefeitos

MP-GO_ O Ministério Público de Goiás (MP-GO) realiza desde as 5 horas desta terça-feira (15) a Operação Tarja Preta, que tem o objetivo de desarticular uma organização criminosa que há mais de ano atua na venda fraudada, viciada, direcionada e superfaturada de medicamentos para vários municípios goianos. Estão sendo cumpridos 123 mandados em 20 municípios do Estado, sendo 38 mandados de prisão temporária, 37 mandados de condução coercitiva e 48 mandados de busca e apreensão. Entre os alvos estão prefeitos, secretários de saúde, empresários e advogados.

Os órgãos do MP-GO que coordenam a operação são a Procuradoria-Geral de Justiça, Procuradoria de Justiça Especializada na Promoção de Ação Penal contra Prefeito Municipal, Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e Centro de Segurança Institucional e Inteligência (CSI). Participam da operação 70 promotores de Justiça e 386 policiais militares da PM de Goiás e do Mato Grosso.

O MP cumpre mandados nos municípios goianos de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Senador Canedo, Goianira, Trindade, Aragarças, Inaciolândia, Carmo do Rio Verde, Rubiataba, Ceres, Rialma, Rianápolis, Uruana, Corumbaíba, Cromínia, Israelândia, Matrinchã, Indiara, Perolândia, Aloândia, Luziânia, Araguapaz, Mozarlândia, Piranhas e Pires do Rio.

A investigação do Ministério Público, até o momento, apontou indícios da prática dos crimes de formação de quadrilha, formação de cartel, peculato, corrupção ativa e passiva, indevida dispensa e inexigibilidade de licitação, fraude à licitação, delito do inciso “V” do Decreto-lei nº 201/1967, falsificação de documentos públicos e privados e lavagem de dinheiro. (Texto: Ricardo Santana / Fotos: Nayara Silva - estagiária - Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior