Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Noticias do Campo -

Falta de chuva preocupa produtores goianos e perda da produção de soja chega a 10%

Falta de chuva preocupa produtores goianos e perda da produção de soja chega a 10%

A chegada de 2014 evidenciou mais uma grande preocupação aos produtores rurais do estado de Goiás. Desde o final do ano passado as chuvas estão muito irregulares e várias regiões já enfrentam prejuízos com a estiagem. As perdas estimadas já chegam a 10% da produção de soja, evidenciando a gravidade da situação.

Um levantamento realizado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás mostra que o problema é maior nas regiões Sudoeste e Sul do estado. As chuvas vêm ocorrendo em manchas esparsas, mas em média as precipitações não ocorrem significativamente há 20 dias e os produtores já avaliam perdas no potencial produtivo das lavouras. Em alguns casos mais graves, algumas propriedades próximas a Jataí já estão há 28 dias sem chuvas, com perdas drásticas já identificadas nestas lavouras.

Nas demais regiões do Estado, a ocorrência das chuvas também é de forma isolada e a situação é preocupante. Na estrada de ferro a estiagem já chega a 15 dias em algumas propriedades e os efeitos negativos já começam a aparecer. No Centro-Norte a falta de chuva chega a 10 dias nas regiões mais afetadas.

Este quadro de falta de precipitação é mais prejudicial na lavouras com solo mais arenoso, que retém menor quantidade de água, agravando o problema da seca. Outro problema que pode ser propiciado com esta situação é o aumento das populações de lagartas nos cultivos, inclusive a Helicoverpa armigera, problema que já vem impactando nos custos de produção e na produtividade.

Aliada a esta falta de chuvas, o forte calor que vêm ocorrendo neste período do ano, com inúmeros dias com temperaturas acima dos 35ºC, torna o problema ainda mais grave. Por estes fatores a safra ainda está indefinida, pois quase a totalidade das lavouras no estado ainda estão em fase de enchimento de grãos, fase crucial na definição do potencial produtivo dos cultivos, o que potencializa os danos causados pela estiagem.

A safra de verão que começou com grandes preocupações com os elevados custos de produção e os possíveis problemas fitossanitários esperados ganha mais um algoz. A seca já está sendo observada em todo o Estado de Goiás e seu potencial de dano é muito elevado, preocupando todos os produtores rurais. Frente a isso até a comercialização da safra de grãos teve uma paralização, com forte redução nas negociações neste período frente a desconfiança dos agricultores quanto aos destinos dos preços no mercado e a possiblidade de quebra na produção.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior