Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Saúde -

Ativistas fazem lobby internacional pelo dia do aborto

O lobby abortista internacional, com forte presença na ONU, quer estabelecer um “Dia Internacional do Aborto Seguro” no dia 28 de setembro. Ativistas do mundo todo, há algumas semanas, formou uma coalizão de 430 grupos pró-aborto que enviou uma carta ao secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, e aos chefes da ONU Mulheres, Programa de Desenvolvimento da ONU, Organização Mundial da Saúde, Fundo Populacional da ONU, UNICEF, UNAIDS e UNESCO, solicitando o estabelecimento da infame data.

De acordo com a carta, 28 de setembro foi declarado um dia internacional de ação para a descriminalização do aborto em 1990 pelo assim chamado movimento pela saúde das mulheres e desde então tem sido celebrada (informalmente) a cada ano.

Mais uma vez o lobby abortista está usando expressões eufemísticas para avançar a sua agenda. É um dado científico que nenhum aborto é seguro, pois ao menos uma pessoa sempre morre durante o procedimento: o bebê inocente, mas em muitos casos a mãe também perde a vida.

A carta argumenta o seguinte: “Não somos criminosas. Nenhuma de nós deveria ser processada por algo que é um fato central (sic) da feminilidade (...) O aborto seguro é um serviço de saúde essencial para as mulheres”.

O objetivo delas é claro: promover a legalização do aborto em países onde a prática ainda é ilegal e estabelecer um “dia” que será usado para conseguir dinheiro público para financiar propaganda pró-aborto.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior