Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Interior Mulher -

Abraço: Linguagem universal

Abraço: Linguagem universal


Ainda não há palavra que defina exatamente a emoção de abraçar ou ser abraçada por quem queremos bem. Tudo que se sabe é que um abraço faz milagres para a saúde do corpo e da alma, ao chegar onde estão nossos sentimentos mais íntimos, nunca atingidos por nenhuma palavra, por mais mágica que seja.


Um abraço transmite segurança em momentos difíceis em que estamos vulneráveis a sentimentos tristes e de estresse. É aquela sensação de proteção e certeza de que podemos confiar, estreitando relações que fazem bem a nossa autoestima. Tem o poder de nos levar ao êxtase em momentos de comemoração, compartilhando com quem amamos.


O abraço é uma forma de se comunicar - Para o ser humano, contatos físicos como abraços, apertos de mão, beijos e afagos, são de suma importância para a construção de uma boa autoestima, autoafirmação como pessoa e suas relações com mundo que o cerca, desde o nascimento com a separação do cordão umbilical e os primeiros contatos com a mãe, já no mundo externo, sem a segurança e proteção uterina. A única fonte de segurança conhecida e entendida pelo recém-nascido é o toque carinhoso da mãe, iniciando ali, a necessidade desse contato físico para se sentir amado ou simplesmente aceito em seu meio social.


É sempre de grande significado de acordo com o que a pessoa significa para nós, dando mais sentido ao momento em que estamos seja ele triste ou alegre, substituindo milhões de palavras com total eficiência. Ao abraçar um filho, não precisamos dizer que o amamos, pois ele já sabe só pelo abraço, o que queremos dizer naquele momento. Encontrarmos um amigo parente ou colega de trabalho, seja qual for a ocasião, nosso abraço dirá a ele o que sentimos sem precisarmos dizer uma palavra.


E o melhor é que o abraço é uma forma de se comunicar universal, em qualquer parte do mundo, qualquer idioma, todos entendem, mesmo com significados diferentes devido a diferenças culturais, o Abraço dispensa palavras. Então, vamos procurar falar mais a linguagem do abraço, mundo está precisando e nós também. Comece abraçando a si mesma todas as manhãs.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior