Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Artigo -

Também estou sangrando!

Também estou sangrando!


Adeídes  Rodrigues Pereira
Como muitos sabem, sou adotivo por natureza, seja na vida pessoal ou como integrante da comunidade goiatubense, a qual me acolheu como filho em 2002, através de proposta do meu amigo e vereador à época, Elmo da Celg. Todavia, os fatos que ocorreram nos últimos dias levam qualquer um que tenha amor próprio a arder em dor até o verdadeiro sangramento e este é o sentimento que estou sentindo e creio que é compartilhado por toda nossa gente neste momento. Nossa cidade vive uma angústia, uma penúria, um caos, um desrespeito mútuo as instituições e as pessoas que não poupa nem os mais humildes. Assola do mais simples cidadão aos líderes classistas, religiosos, políticos, empresários, não se escapa ninguém desse rolo compressor. Será por quê?
Creio que pequei muito contra Deus e sua mão tem pesado sobre nossa cidade pelos meus erros. Dói ver minha gente sofrendo, compartilho com o pai e mãe de família, com prefeito, vereadores, familiares, amigos e simpatizantes esse momento angustiante, deprimente e avassalador que atormenta a mim e toda cidade. É duro saber que há pouca esperança, principalmente se não recorrermos humildemente a Deus para que nos de sabedoria e perseverança na travessia deste deserto. É bom lembrarmos que o povo de Israel viveu por 40 anos no deserto, em muitos momentos fraquejou, mas não desistiu e terminou vitorioso. Assim devemos ser nós goiatubenses, adotivos ou não.
Reconhecendo meus erros e pecados contra Deus, o único capaz de nos julgar com Justiça e retidão, quero humildemente pedir perdão a Ele e clamar para que retire o peso de sua mão sobre nossa gente que não merece mais viver todo esse inferno. Quero que perdoe os que possam ter pecado junto comigo, peço que perdoe os que possam ter sido induzidos a pecar, peço que perdoe os que nem sabem que pecaram, peço que não deixe que sofram mais, pelo amor que tem pelo seu filho Jesus Cristo, o qual tenho a convicção de que é o nosso Advogado Fiel.
Senhor! Não sei até quando nos sustentará aqui, mas peço encarecidamente, livre minha gente desta opressão, porque o meu coração sangra com eles nesse momento e não posso ver criança e idosos pagando por erros que não cometeram. Assim, peço, livra-nos desse julgo, nos retire do deserto, mostre-nos o caminho, nos ajude a atravessar os mares e nos dê uma nova oportunidade de não percamos contra ti e vivermos numa sociedade justa, equilibrada, sem corrupção, sem rancor, ódio, sem mazelas e outras coisas mais. Esse é meu sonho, meu desejo e vou busca-lo até que o Senhor, pela graça de Jesus, me conceda vive-lo!

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior