Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Artigo -

Eu Prometo!

Eu Prometo!

Adeídes Rodrigues Pereira
Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de escola de tempo integral, professores qualificados, aulas de línguas estrangeiras e com a extinta disciplina de Educação e Moral e Cívica (tem feito uma falta nos dias de hoje!).

Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de unidades de saúde que terão médicos e outros servidores capacitados (não precisam ser estrangeiros), com equipamentos e instrumentais capazes de fazer de um simples curativo à complexas cirurgias.

Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de ruas sem buracos, asfaltada com o padrão e espessura do asfalto usado no Parque de Exposições que apesar de ser usado por 10 dias por ano dura uma eternidade.

Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de assistência social e não por assistencialismo, onde meu voto não se torne cliente do sistema vitalício de um ciclo vicioso e oneroso.

Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de gestores que pensam coletivamente e que suas ações alcancem os milhares de pessoas que compõem a comunidade em que estou inserido e não apenas alguns gatos pingados de apaniguados ou parentela.

Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de investimentos na cultura, antes que não sobre nada sobre as gerações que passaram e ajudaram na formação desta comunidade.

Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de políticas públicas contra as drogas, prostituição infantil e evasão escolar.

Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de praças de esporte, lazer e academias públicas com profissionais para orientar sua melhor utilização melhorando nossa qualidade de vida.

Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de investimentos do padrão da Expoagro em nossos jovens talentos, seja no campo artístico ou esportivo.

Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de cursos superiores que realmente permitam buscar vagas no mercado de trabalho em condições de igualdade, independente da origem social.

Eu prometo que se vender meu voto, será em troca de ter a liderança de alguém que respeitará os meus direitos, que me tratará com a dignidade que mereço e precisa ser dispensada a todos os cidadão, independente de sua cor, raça, credo ou posição social.

Quem se habilita? Estou pronto para negociar!

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior