Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Agronegócios -

Previsão de chuvas boas nessa primeira quinzena de abril

Por Marco Antônio dos Santos, Agrometeorologista

O mês de abril inicia-se com a previsão de chuvas frequentes e em bons volumes em grande parte das principais regiões produtoras de milho, algodão e feijão 2ª safra. Já para essa segunda-feira a previsão é de tempo nublado e com chuvas a qualquer hora do dia em grande parte do território brasileiro, isso porque, a presença de uma frente fria sobre a região Sudeste, mantém o canal de umidade sobre grande parte do Brasil e com isso, o dia será de tempo fechado e chuvas a qualquer hora do dia. Desse modo, as atividades de campo, como colheita e pulverizações estarão sendo prejudicados, assim, como demais trabalhos de campo. Por outro lado, essas chuvas estarão mantendo os solos com bons níveis de umidade, favorecendo o desenvolvimento das lavouras de 2ª safra.

E esse tempo mais fechado e com previsões para chuvas a qualquer hora do dia também deverá se manter sobre toda a metade norte do Brasil nessa terça-feira, sendo que sobre a região Sul do Brasil, incluindo a metade sul do Mato Grosso do Sul, a previsão é de abertura do tempo e desse modo, sem previsões para chuvas.

Com isso, as condições se manterão favoráveis ao longo de toda essa semana ao desenvolvimento das lavouras de 2ª safra em Rondônia, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Pará e no MATOPIBA. Porém, esse tempo mais fechado e chuvoso deverá atrapalhar o inicio da colheita da cana de açúcar, principalmente no Estado de São Paulo. Mas nada que venha trazer prejuízos, uma vez que ela está apenas começando.

No Sul a tendência é que as chuvas só retornem de forma generalizada e em bons volumes após o dia 15/04, até lá a previsão é de tempo aberto e sem chuvas. Para a realização da colheita do arroz, milho e soja, essas condições serão excepcionais, mas para o desenvolvimento do milho, poderá trazer certa apreensão. Contudo, como há previsões de chuvas relativamente boas e com boa abrangência durante toda a segunda quinzena do mês, os níveis de umidade do solo estarão se elevando, beneficiando o desenvolvimento das lavouras, mas por outro lado, poderão trazer complicações para os produtores que estarão em plena colheita. Confira mais em www.ruralclima.com.br.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior