Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Agronegócios -

IHARA lança FUSÃO EC, fungicida com molécula inédita contra a ferrugem da soja e outras doenças

Produto traz proteção que acompanha o crescimento da planta, alta velocidade na absorção e baixa perda de desempenho pela resistência F129L no Brasil

 

São Paulo – Acompanhando o avanço das doenças e da resistência aos fungicidas no Brasil, a IHARA lança o FUSÃO EC, produto que conta com uma molécula inédita contra a ferrugem da soja e outras doenças. Tradicional empresa de soluções para a proteção de cultivos, a IHARA desenvolveu o novo fungicida com a metominostrobina, um princípio ativo exclusivo e nunca antes utilizado no Brasil.

O FUSÃO EC atende a uma necessidade do agricultor, que tem cada vez menos opções para o controle de doenças, devido ao desenvolvimento de fungos resistentes aos princípios ativos existentes. “A metominostrobina é uma estrobilurina inédita, e chega em um cenário em que a resistência da ferrugem da soja a fungicidas deste grupo já está estabelecida. Assim sendo, sua performance superior no controle desta doença deve se manter ao longo do tempo”, explica o gerente de Fungicidas da IHARA, Luis Demant.

Além da eficácia, FUSÃO EC traz como diferencial sua ação sobre toda a planta, o que aumenta a proteção. “O FUSÃO EC é o fungicida mais sistêmico deste grupo no mercado, a sua alta velocidade de absorção e movimentação na planta faz com que ele aja muito mais rápido, reduzindo a ação das doenças”, diz Demant.

Identificada pela primeira vez no país em meados de 2001, a ferrugem asiática da soja é hoje um dos principais problemas do campo. Segundo pesquisadores, a cada safra, o aumento da resistência da doença aos defensivos existentes gera uma despesa adicional anual de cerca de 20% para os produtores. De acordo com dados da Embrapa, estima-se que o Brasil já tenha gasto mais de US$ 23,4 bilhões em pesquisas e ações no controle do fungo.

Os resultados de campo e o registro de FUSÃO EC vão muito além da ferrugem da soja. O produto é indicado para o controle de fungos em milho, trigo, feijão, algodão e arroz. Entre seus diferenciais estão o controle efetivo do complexo de doenças do milho (ferrugem-polisora, cercosporiose e mancha-phaeosphaeria) e de manchas no trigo (mancha-amarela e mancha-marrom), além do brusone no arroz e da mancha-angular no feijão.

 

Manejo de resistência

A combinação de princípios ativos presente no FUSÃO EC também é uma importante ferramenta para o manejo de resistência. O produto é uma mistura de uma estrobilurina (metominostrobina) com um triazol (tebuconazol). Segundo Demant, as misturas de ativos de diferentes grupos ajudam a preservar a eficiência de controle do produto.

Outra prática essencial para melhorar a eficiência do controle de doenças, sobretudo na ferrugem da soja, é a aplicação dos chamados protetores. Para isso, a IHARA recomenda a utilização do APPROVE, fungicida lançado pela empresa no início do ano. Demant destaca, no entanto, que o APPROVE é muito mais que um protetor contra a ferrugem, porque agrega três benefícios a mais do que os produtos que costumam ser utilizados nesta função: amplo espectro de controle (mofo-branco, antracnose e mancha-alvo), mecanismos de ação e formulação moderna que não flocula e nem entope bicos.

“Somando os três mecanismos de ação de APPROVE aos dois de FUSÃO EC, o agricultor passa a ter uma solução com cinco mecanismos de ação contra as doenças da soja, o que oferece mais eficiência e melhor manejo de resistência”, explica o gerente da IHARA.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior