Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Esporte -

Vai começar de novo

Opinião Romex Xavier
Aparentemente o Campeonato Goiano que começa na próxima semana não terá muitas novidades. Será novamente uma competição com dez equipes, divididas em dois grupos de cinco times, com o grupo A jogando contra o grupo B, nos dois primeiros turnos e no terceiro jogando entre si, dentro dos grupos.

O grupo A será formado por: Goiás, Atlético, Iporá, Rio Verde e Anapolina e o grupo B terá: Vila Nova, Aparecidense, Itumbiara, Anápolis e Grêmio Anápolis. Os grupos foram formados de acordo com o ranking do último campeonato da primeira divisão e os classificados na divisão de acesso. O regulamento não muda nada em relação aos outros campeonatos já realizados, vão se classificar para a fase semifinal os dois primeiros de cada grupo e os outros dois melhores de todas as fases independentes do grupo que estejam.

Nas semifinais os jogos serão de ida e volta, com os classificados fazendo a grande final. O campeonato goiano começa nesta quarta-feira, dia 17, com três jogos e dois no dia seguinte. A fina será no dia oito de abril, após 76 partidas. Devido a Copa do Mundo e antecipação do início do Campeonato Brasileiro, o Goianão de 2018, será mais curto e mais compacto, com jogos nos meios e fins de semana. O Estádio Serra Dourada não será utilizado neste mês de janeiro, já que o gramado ainda está em recuperação. Os primeiros jogos de Vila e Atlético serão no Estádio Olímpico, assim como o clássico entre Goiás e Vila Nova no dia 21 de janeiro.

Goiás

O Goiás começa novamente o Campeonato Goiano como favorito, aliás, não tem como iniciar essa competição sem apontar o time esmeraldino como o principal favorito. A equipe está com três títulos seguidos e estará em busca de mais um tetra campeonato.

Para essa temporada, o sistema de contratações e a busca por reforços continuam com o mesmo formato do ano passado. Estão chegando jogadores que se destacaram nos times que jogaram a segunda divisão do brasileiro e na sua maioria chegando do Brasil de Pelotas/ RS. A diferença de anos anteriores é que o técnico Hélio dos Anjos está participando ativamente na indicação dos novos contratados e os personagens são outros, fazendo com que os torcedores passem a acreditar um pouco mais no time.

O Goiás vem de três fracassos seguidos no Campeonato Brasileiro. Caiu em 2015 e não conseguiu acesso nos dois anos seguintes. 2016 ficou no meio da tabela e atrás do seu principal rival o Vila Nova e no ano passado ficou a um ponto da zona de rebaixamento. Conseguiu manter a comissão técnica para 2018 e ainda contratou para a diretoria de futebol, o ex. volante esmeraldino, Túlio Lustosa.

Na imaginação dos esmeraldinos o Goiás estará na série A no próximo ano, também penso que pode sim, já que um time da grandeza do Goiás não pode ficar por tanto tempo na série B.


Hélio do Anjos está encar-regado de
colocar o Goiás na elite do futebol brasileiro

Atlético

O time rubro-negro tentou manter uma boa base do brasileiro do ano passado, mas não conseguiu, perdeu muitos e importantes jogadores, mesmo assim, o vice de futebol, Adson Batista, conseguiu agir rápido e trazer outros bons jogadores. De importantes saíram: Marcos, Gilvan, Bruno Pacheco, Paulinho, Walter e Luiz Fernando. Luiz Fernando teve negociado uma parte do passe com o Botafogo/RJ e dois jogadores foram colocados na negociação: Vinicius Tanque, atacante e Fernandes, meia-atacante.

O Atlético, nessa negociação ainda pegou uma quantia satisfatória, para investir em um time competitivo para este ano. Algumas contratações do Dragão são consideradas interessantes para iniciar a temporada. Rodrigo, volante, que começou a carreira no Goiás e esteve em 2016 e 2017 no Palmeiras/SP e Sport /PE e agora está de volta ao futebol goiano. Tómaz Bastos com passagens por Botafogo e Coritiba também foi contratado. Completando a lista de novos contratados estão: Lucas Rocha, Hugo Gomes, Renê e Bruno Santos para a defesa; Walderrama, Diego Silva e Irlan para o meio campo; Roger, Chiquinho, Wesley Natã, Elder Santana e Tito pata o ataque. Com esses jogadores o time atleticano é o grande favorito para ganhar o Campeonato Goiano de 2018.


Apresentados por Jovair Arantes, Rodrigo e Tómaz Bastos

Vila Nova

O Vila Nova talvez seja a equipe da capital que mais perdeu na parte técnica e pouco recuperou com contratações. Alemão e Wesley Matos foram embora e desfalcam a defesa colorada. Gastón, lateral esquerdo sofreu acidente no Uruguai e desfalcará o time em pelo menos dez jogos. PH, Alan Mineiro, Alípio e vários outros deixaram o meio campo do time. No ataque ficou só Matheus Anderson, que é jogador da casa.

Para deixar o torcedor colorado preocupado, o Vila Nova havia acertado com o meio campista do Luverdense Sérgio Mota, mesmo com contrato assinado, o jogador pediu para sair. Foi atendido e vai jogar no futebol chinês.

Por hoje é só, na próxima semana vou dar um pitaco no Goiatuba EC.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior