Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Esporte -

Badaia conquista título da segundona

Badaia conquista título da segundona


A equipe do Badaia Construções conquistou na tarde do último sábado o título do Campeonato Amador da 2ª Divisão que este ano homenageou os vencedores com o troféu Gilmar Francisco Borges, após vencer a equipe da TC Encomendas pelo placar simples de 1 a 0. A competição organizada pela Secretaria Municipal de Esportes foi elogiada pelos competidores e torcedores que participaram e prestigiaram o campeonato.
O jogo da grande final começou muito bom, com movimentação intensa e a equipe do TC tentando impor o ritmo de jogo, encostando a equipe do Badaia em sua defesa, porém  perdeu pelo mesmo 4 oportunidades com Márcio. Na ânsia de atacar esqueceu-se da marcação e permitiu o contra-ataque com Sapinho que passou por 5 marcadores e na saída do goleiro Divino (Pé de Gancho) o atacante bateu no lado esquerdo, fazendo uma pintura de gol decretando a abertura do placar que não sofreu mais nenhuma alteração até o final. O atacante foi ovacionado pela torcida que vibrou com o belo gol.
Na etapa final da partida o Badaia procurou se fechar na defesa e conseguiu. Anulou todas tentativas de ataque do TC. Paulinho, Rodrigo e Branquinho, além de Cláudio tiveram chance de igualar e até virar o placar, tudo em vão. Não conseguiram furar o bloqueio imposto pela equipe do Badaia que teve uma única oportunidade nesta etapa que terminou com uma grande defesa do goleiro Pé de Gancho. Com o placar de 1 a 0 a equipe do Badaia Construções sagrou-se campeã da competição em 2012, com TC Encomendas ficando com o título de vice-campeã.
A competição teve como artilheiro o atacante Sapinho (Badaia) com 16 gols, goleiro menos vazado Sérgio (Badaia) e como terceiro colocado Geotop/Barcelona e quarto colocado Zé Honório Lanches.

Ficha Técnica
-TC Encomenda
Divino Pé de Gancho
Daniel
Gabriel
Assis
Diego (Rafael)
Branquinho
Claudion (Hulk)
Cláudio
Pedel (Rodrigo)
Paulinho
Márcio
Téc. Renato
-Badaia Construções
Sérgio
Alam
Ivan
Everaldo
Badaia (Nei / James)
Zé Adélis (Lucas)
Leitoa
Welton
Tajara
Sapinho
Vanderson (Eduardo / Waldemar)
Téc. Estrela
-Árbitragem
Edson Rodrigues
Auxiliares
Omar Sobrinho
Lourivaldo Menezes

Bastidores do Esporte

Capotou – O árbitro Edson Rodrigues (Capeta) levou um tombo gigante durante a partida final da 2ª Divisão. Em meio a vários jogadores tentou sair da bola e não conseguiu, “espatifou-se”  no gramado para a alegria da torcida.
Merecida – Homenagem recebida por Gilmar Francisco Borges que recebeu uma placa alusiva ao evento. Homenagem mais do que justa por seus feitos ao esporte amador.
Ausente I – O jogo decisivo não contou com a figura do 4º Árbitro. Gilberto Martins não apareceu, mas o trio tocou o barco assim mesmo.
Ausente II – O secretário de Esportes André Luiz e o vice-prefeito Buró também não pintaram no pedaço. Nenhum vereador da atual legislatura e dos eleitos para a próxima também compareceram. Esporte amador é coisa pública... assim não vamos a lugar nenhum...
Organizada I – Mesmo com as ausências, a Secretaria de Esportes através de seu diretor Wilton Carvalho conduziu muito bem a final da competição. Começou bem, terminou bem e agradou pela qualidade das equipes.
Organizada II – O jogo final contou com a presença de ambulância (com Odair), viatura com policiais militares, e uma torcida barulhenta. Por falar em torcida, a do Badaia foi a maior.
Na praia – A TC Encomenda liderou a competição nas últimas rodadas, terminando a fase de classificação em 1º lugar. Passou pela fase semifinal vencendo a Geotop por 3 a 2, mas “morreu na praia”, perdendo a decisão por 1 a 0.
Nervoso – Estrela que estreava como técnico não suportou as broncas da torcida que estava na arquibancada coberta do Divinão, que vaiaram substituição feita por ele. Deixou seu posto em pleno jogo foi ao túnel procurou algo que lhe desse proteção e achou uma barra de madeira. Voltando a campo resolveu deixou-a no chão, recuando da ideia. Ficou calminho e terminou campeão invicto.
Quase Borrou – E o timão, hein? Fez um bom 1º tempo, marcou 1 gol com Guerreiro e no 2º tempo sujou as calças de medo. Levou um baile do Al-Ahli e por pouco não entregou a rapadura. Será se tem time para  a final?

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior