Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Morrinhos -

Será dia 29 a eleição na Complem

Após ter sua Assembleia adiada por conta de uma Liminar expedida pelo Judiciário, a Complem promoverá no próximo dia 29 de abril o processo de eleição de sua diretoria executivo para mais um triênio. A medida judicial foi proposta pela chapa oposicionista a atual administração, que atualmente é comandada por Joaquim Guilherme Barbosa de Sousa, que busca sua reeleição.

Na última quarta-feira (13), Joaquim Guilherme promoveu uma entrevista coletiva com diversos veículos de comunicação, onde comentou o episódio e lamentou que o processo eleitoral na empresa tenha chegado a esta situação, “a empresa é maior do que as pessoas, a história e a marca Complem é muito forte e a disputa não precisava chegar onde chegou”, avaliou.

Atualmente a Complem tem cerca de 4.000 cooperados e atua diretamente em 26 municípios e segundo Joaquim Guilherme, a empresa está entre as 5 maiores cooperativas de Goiás, tendo faturado em 2015 R$ 350 milhões.

Para o presidente, o juiz que analisou o agravo proposta por sua chapa foi muito prudente e manteve a disputa, apenas prorrogando a data da eleição por um mês para que não houvesse mais nenhum prejuízo no processo eleitoral. O fato de prorrogação da eleição na Complem é inédito e foi considerado por Joaquim Guilherme “um desrespeito com o colegiado, a outra chapa brincou com o cooperado que vem de diversas regiões para participar da Assembleia, só posso pedir desculpas a estas pessoas, pela ação da outra chapa”, comentou.

Segundo Joaquim Guilherme, seus opositores pleiteiam a derrubada de sua chapa em virtude de um processo que ele responde da época em que era prefeito do município de Morrinhos, onde o Ministério Público Federal abriu dois processos contra ele pela utilização de recursos federais na construção do complexo do lago que há na cidade, sendo que um dos processo já foi concluído e arquivado, restando um, que na avaliação de sua assessoria jurídica também será arquivado.

Questionado sobre alguns pontos propostos pela chapa opositora, como mudança de perfil e esquecimento do produtor de leite, Joaquim Guilherme ressaltou que “a Complem jamais mudou seu perfil, ao longo desses 38 anos de uma história de sucesso, a empresa criou oportunidades para que seu associado pudesse se manter no mercado, inclusive, mantendo-se como produtor de leite, mas que também pudesse melhorar sua renda através do aumento produtivo de sua propriedade”, ponderou.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior