Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Itumbiara -

Operação Guardião recaptura foragidos do Sarandi

Os foragidos recapturados pela Polícia Civil nesta manhã

No amanhecer deste domingo, 20 de novembro de 2016, após um mês de investigação de informações fornecidas pela Delegacia de Bom Jesus,  e coordenados pelos Delegado Regional Ricardo Chueire e Delegado Rogério Moreira, Policiais  Civis do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (GENARC de ITUMBIARA), com o apoio de policiais civis do GEPATRI e do 1ºDP de Itumbiara, deflagraram uma operação, visando recapturar foragidos do Sistema Prisional de Sarandi (Itumbiara/GO) que estavam praticando homicídios e assaltos na cidade  e zona rural em Itumbiara, Bom Jesus e Goiatuba.

Assim, por volta das 6h, os agentes e delegados  realizaram o adentramento no imóvel situado na Rua João Ferreira Borges, 175, Jardim Leonora II, em Itumbiara, próximo ao Teatro Municipal Maria Perillo. Os foragidos presos na operação são Roberto Alves Machado (vulgo Robertão),Rafael De Paula Silvério (Rafael cabeludo) e Charles Henrique Lourenço De Oliveira (Zé bonitinho).

Com os presos foram apreendidos duas pistolas sendo uma calibre .380 raspada, outra pistola calibre .9mm de uso restrito, duas espingardas calibre .28 No imóvel ainda foram apreendidos rádios comunicadores, toucas ninjas utilizadas para cometerem roubos, bem como 500g de Pasta base de cocaína e embalagens e aparelhos celulares.

Por fim, os policiais apreenderam um veículo VW Voyage de procedência ilícita (adulterado) e demais objetos de vítimas de roubos na região. Segundo a Polícia Civil, todos os presos possuem diversos antecedentes criminais como tráfico de drogas, homicídios e roubos. Atualmente, Robertão é procurado por suspeita de cometer 8 homicídios em Bom Jesus de Goiás (que já estão sob apuração pela Delegacia da cidade) e Rafael Cabeludo por homicídios no município de Goiatuba-GO e diversos assaltos em Itumbiara e região.

Os conduzidos foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e receptação, cujas penas podem ultrapassar 20 anos de prisão. Fechando a operação, foi dado cumprimento aos mandados de prisões em aberto e, após autuados, foram recolhidos ao Presídio Regional de Sarandi, ficando à disposição da justiça.

No detalhes tocas ninjas, rádios e celulares apreendidos

Armas e munições foram apreendidas com os foragidos

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior