Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Itumbiara -

Funcionário Público é preso por "cyber crimes sexuais"

Leandro, preso por crimes cybernéticos com arquivos sexuais

Piracanjuba - Policias Civis de Piracanjuba, chefiados pelo Delegado Vicente de Paulo Silva e Oliveira, prendeu em Flagrante, na da última quarta-feira (02), Leandro Silva Oliveira, Funcionário Público Municipal, por publicar fotos de mulheres (maiores e menores) na internet e no aplicativo WhatsApp, em situação vexatória e de nudez explícita.
 Segundo o Delegado a Polícia Civil estava recebendo plúrimas denúncias de publicações virtuais de fotografias de adolescentes e mulheres maiores em estado de nudez na internet e no WhatsApp. Após mais de seis meses de cyber investigações em razão das denúncias, apurou-se que Leandro Silva Oliveira estaria publicando fotos de mulheres e adolescentes no WhatsApp, num grupo denominado “Putas da Mirta”, do qual era administrador.
Apurou-se, ainda, que Leandro estaria simulando, mediante montagens (sobreposição de imagens), a participação de adolescente em cenas de nudez, além de publicações referentes à duas mulheres maiores de idade, também feitas sem consentimento das vítimas e mediante montagens. As imagens teriam sido publicadas no “Facebook” e no WhatsApp, no grupo “Putas da Mirta”, por ele administrado.
Em poder do indiciado foi apreendido um telefone celular e um notebook. Na memória do celular foram encontradas as fotografias publicadas (das mulheres maiores de da adolescente menor), bem como outras de cunho erótico e sexual explícito com envolvimento de pessoas com aparência infantil, provavelmente menores. Localizou-se, ainda no celular, montagens eróticas envolvendo os Jogadores de Futebol da Seleção Brasileira.
Em seu interrogatório o indiciado, na presença do advogado, confessou ser o administrador do grupo de WhatsApp, em que foram feitas as publicações.
A menor vítima tem apenas 14 anos inicias do nome Z.C.D.G. As maiores vítimas são irmãs, iniciais dos nomes: C.S.A. e G.S.A. Leandro foi preso em flagrante por infração, em tese, ao Art. 241-C do Estatuto da Criança e Adolescente. Fonte: 6ª DRP/Itumbiara.

Computador e celular apreendidos pela polícia com o servidor

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior