Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Presos por tráfico e coação

 

Em continuidade ao combate ao tráfico de drogas, a Delegacia de Polícia Civil de Goiatuba, cumpriu na quinta-feira (20), Mandado de Prisão Preventiva em desfavor de Paulo Geraldo de Oliveira, vulgo “Paulão do ferro velho”, de 65 anos, pela prática do crime de Coação no Curso do Processo e Nilvani Tavares de Vieira, de 44 anos ,pela prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Nilvani Tavares Vieira de forma associada ao seu ex marido, Charles de Oliveira, comercializava drogas na cidade de Bom Jesus/GO, enquanto Charles de Oliveira permaneceu responsável pela comercialização de drogas nesta cidade de Goiatuba. Charles de Oliveira foi preso pela Polícia Civil de Goiatuba no dia 26/06/2017, pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Segundo a Polícia Civil, após a prisão de Charles, seu pai, Paulo Geraldo de Oliveira, começou a coibir e ameaçar as testemunhas do processo, tendo inclusive ligado para uma jornalista local, ordenando que a mesma retirasse do jornal e da rede social a reportagem da prisão do filho, Charles. Em outro momento, Paulão ameaçou uma testemunha para que a mesma retornasse até a delegacia e mudasse a versão dada anteriormente.

Após investigação e apuração dos fatos e autoria, foi ofertado ao judiciário local representação pela prisão preventiva de Paulo Geraldo de Oliveira e Nilvani Tavares Vieira, as quais foram decretadas, sendo cumpridas pelos Policiais Civis de Goiatuba.

Nilvani Tavares de Vieira foi indiciada pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, inserto no artigo 33 e 35 da Lei 11.343/06, (caso condenada, Pena – reclusão de 5 a 15 anos e Pena de reclusão de 3 a 10 anos respectivamente).

Em cumprimento ao Mandado de Busca e Apreensão Domiciliar na residência de Paulo Geraldo, foram localizadas munições de calibre permitido, sendo Paulão autuado em flagrante. Paulo Geraldo foi indiciado pelos crimes de Coação no Curso do Processo, inserto no artigo 344, (Pena de 01 a 04 anos de reclusão) e Posse irregular de munições, (Pena de 01 a 03 anos). Após procedimentos, os autuados encontram-se recolhidos na Unidade Prisional de Goiatuba, onde ficará à disposição da Justiça.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior