Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Justiça condena envolvidos em crime eleitoral

A juíza Sabrina Ram-pazzo de Oliveira considerou culpado cinco envolvidos no esquema de compra de votos nas eleições de 2012, em Goiatuba, caso que teve repercussão nacional e foi amplamente divulgado pelos principais veículos de comunicação do país e, os condenou pela prática. A Justiça condenou os ex-vereadores Sieber Marques Buzain, Genusvaldo Galdino de Araújo (PSD), o Gino e Jubes Carlos Marques da Silva (PSDB) – Gino e Jubes haviam sido eleitos no pleito eleitoral de 2012, mas afastados em 2013. Além dos ex-vereadores, Chirley Vieira Cassiano, que foi casada com Sieber e Elmo Ferreira de Moura completam a lista de considerados culpados pela magistrada.

A condenação dos cinco é fruto da denúncia feita pelo promotor Adriano Godoy Firmino, na qual sustentou que Sieber Buzain, como é conhecido, montou o esquema ao contratar intermediários para abordar eleitores com propostas financeiras e transporte no dia das eleições em troca dos votos para Genusvaldo e Jubes, candidatos a vereador pelas Coligações “Juntos por Goiatuba” e “Por Amora Goiatuba”, respectivamente.

Sieber foi condenado a 10 anos e 6 meses de prisão; Genusvaldo recebeu pena de 7 anos e 4 meses mais a perda do mandato, Jubes de 2 anos e 6 meses e 10 dias; Chirley Cassiano foi condenada a 8 anos e 1 mês de reclusão, enquanto Elmo Ferreira rece-beu pena de 2 anos e 6 meses.

Os ex-vereadores Sieber, Gino e Jubes, já haviam sido condenados pela Justiça Eleitoral por compra de votos, esta condenação aconteceu em março de 2013. Nesta mesma época, o então prefeito de Goiatuba, Reinaldo Cândido da Silva (PSDB), e seu vice, Ronaldo Salatiel da Silva (PP), foram acusados de compra de votos e abuso de poder econômico, e foram afastados do cargo.

Para a Justiça, as provas apresentadas pelo Ministério Público são irrefutáveis. Entre as provas, há interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça, uma lista com 1,2 mil nomes de eleitores e R$ 140 mil em espécie, entre outros itens encontrados na casa de um dos envolvidos.

A cassação do prefeito e do vice, em agosto de 2013, obrigou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) a realizar nova eleição, com caráter suplementar no município. Na época, Fernando Vasconcelos (PMDB), que havia perdido as eleições para Reinaldo Cândido, foi eleito prefeito de Goiatuba com 76,69% dos votos válidos.

Genusvaldo Galdino de Araújo

Jubes Carlos Marques da Silva 

Sieber Marques Buzain

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior