Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiânia -

Missão ao Leste Europeu atrai investimentos para Goiás

Missão participou de inúmeros encontros para apresentar potencialidades

Da Assessoria da SED

A missão goiana a três países do Leste Europeu chefiada pelo vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), José Eliton, foi uma das mais bem-sucedidas incursões comerciais empreendidas pelo Governo do Estado em conjunto com o setor empresarial. Para José Eliton, a comitiva obteve êxito em todos os objetivos: apresentação das potencialidades de Goiás a um grande número de investidores, oficialização de cinco acordos de cooperação econômica, audiências com autoridades de peso no âmbito da diplomacia, atração de importantes investimentos, intercâmbio técnico com visitas a empreendimentos industriais e tecnológicos, começo ou formalização de negócios por parte da iniciativa privada. Conversações realizadas pelo governador Marconi Perillo em jornadas anteriores avançaram ou tiveram resultados concretos dentro da meta central de internacionalizar Goiás.

As agendas abrangeram três países (Rússia, Belarus e Polônia) e quatro cidades (Moscou, São Petersburgo, Minsk e Varsóvia). “A semente das oportunidades está lançada ao solo. Vamos ter habilidade para cultivá-la bem”, aponta José Eliton. “Estou muito feliz. Vamos incrementar nossa balança comercial, ampliar o intercâmbio de conhecimento, abrir novas oportunidades de cooperação econômica e crescimento. Nós, os goianos, seremos cada vez mais conhecidos e reconhecidos no mundo”, avalia.

O embaixador da Polônia no Brasil, Andrzej Braiter, disse que o profissionalismo da delegação impressionou o seu país. O embaixador Alfredo Cesar Martinho Leoni (do Brasil na Polônia) elogiou a condução do vice-governador e a qualidade técnica das apresentações.

Como resultado direto das missões empreendidas pelo governador Marconi Perillo à Rússia, a delegação comercial goiana formalizou logo no dia 23 de junho, em Moscou, acordo básico sobre cooperação científica e tecnológica com linha de crédito principal para a Saneago no valor de R$ 1 bilhão a serem disponibilizados a partir da análise de cada projeto. No curto prazo, serão liberados US$ 60 milhões destinados à implantação, em dois anos, do projeto piloto. Outro ato firmado viabiliza a instalação de uma indústria de montagem de tubulações, plásticos especiais e produtos inovadores de água e esgoto, com investimentos de US$ 10 milhões.

No dia 26 de junho, Goiás alcança uma conquista histórica ao abrir as portas de São Petersburgo, a terceira cidade mais populosa da Europa, uma potência econômica com grande número de corporações internacionais, bancos e outros negócios. Goiás passou a integrar a Câmara de Indústria e Comércio local por meio de acordo de cooperação assinado pelo vice-governador e secretário de Desenvolvimento (SED), José Eliton, e o presidente da instituição, Vladimir Katenev. A câmara local é a maior estrutura em ação na Rússia, com 4 mil parceiros comerciais e 100 funcionários.

No dia 29 de junho, a comitiva goiana teve importante encontro em Minsk, capital de Belarus. Negociações iniciadas pelo governador Marconi Perillo há quatro anos tiveram sequência e podem ter novos desdobramentos no sentido da instalação, em Goiás, de uma unidade industrial da MTZ-Belarus. Trata-se da maior fábrica de tratores do Leste Europeu, responsável por 6 a 8% da produção mundial. Exporta para mais de 125 países. Emprega, sozinha, 22 mil trabalhadores.

Polônia sinaliza para amplas possibilidades de acordos e cooperação econômica com Goiás

A força do Estado pôde ser auferida durante a realização do Fórum de Negócios Polônia-Brasil-Goiás, no dia 2 de julho, na Câmara Nacional de Comércio, em Varsóvia. O evento atraiu grande número de investidores locais que foram conhecer as potencialidades do Estado e participar de rodada de negócios. O evento contou com a presença do vice-ministro da Economia, Andrezj Dycha.

No dia 3 de julho, o vice-governador José Eliton se encontrou com a vice-ministra das Relações Exteriores, Katarzyna Kacperczyk, que abriu as portas para o incremento de relações comerciais bilaterais entre Polônia e Goiás. Ela sinalizou cooperação econômica em diversos setores, em especial infraestrutura de transportes, mineração, tecnologia de meio ambiente, agricultura e intercâmbio de conhecimentos.

Outro importante resultado em Varsóvia: o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e a Agência Polonesa para o Desenvolvimento Empresarial (Parp) concordaram em firmar acordo de cooperação internacional para o apoio às atividades de micro, pequenas e médias empresas do Estado e da Polônia, bem como o estabelecimento de relações comerciais entre as partes. A Parp é uma agência governamental com 15 anos de atividades no país e, para o período 2014-2020, o orçamento previsto é da ordem de 3,5 bilhões de euros.

Com o objetivo de ampliar relações comerciais com a Polônia, o vice-governador José Eliton, manteve audiência no dia 2 de junho com o ministro da Economia, Janusz Piechocinski, em Varsóvia. Ambos manifestaram intenção de aumentar o fluxo dos investimentos, bem como o intercâmbio científico e cultural.

Ainda no dia 2 de julho, o Governo de Goiás e a Câmara Nacional de Comércio (Polish Chamber of Commerce) formalizaram acordo de cooperação que visa o desenvolvimento de negócios e colaboração internacional. No dia 30 de junho, foi assinado suplemento ao acordo de cooperação celebrado em 2010 entre o Governo de Goiás e o Comitê Executivo da Região de Minsk, capital de Belarus. Ainda neste dia foi realizado o seminário Goiás/Belarus na Câmara de Comércio e Indústria local.

Em Moscou, foi assinado acordo com o Comitê Nacional de Cooperação Econômica com a América Latina (CN Cepla). A missão goiana participou de seminário sobre as possibilidades de negócios na sede da All Russia Public Organization (Business Russia). O vice-governador José Eliton também foi recebido em audiência pelo vice-governador de São Petersburgo, Serguey Movchan.

Visitas técnicas

Visitas técnicas foram realizadas pela comitiva goiana à unidade industrial da Avgust-Bel, a mais moderna planta da República de Belarus para a produção de defensivos agrícolas e meios de proteção química para agricultura; indústria de fertilizantes Belaruskali, na cidade de Soligorski, a 130 quilômetros da capital Minsk, gigantesco complexo que dedica-se à extração de potássio; Great Stone, a Grande Pedra, o monumental parque industrial resultante do maior projeto de investimentos da China em Belarus na região de Minsk; Fundação Skolkovo, o maior parque tecnológico em construção na Rússia; Kyrov Petersburg, unidade industrial de tratores e máquinas agrícolas fundada em 1801 em São Petersburgo e moderna sede do ExpoForum, congresso e complexo de exposições.

Delegação goiana

A comitiva goiana foi composta pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Pedro Alves; representante da Assembleia Legislativa, deputado Zé Antônio (PTB); prefeitos Fernando Vasconcelos (Goiatuba) e Cida Tomazini (Pires do Rio); Hugo Leonardo Spenciere, Gilberto Lucena Júnior e Matheus Rassi, diretores do Centro Logístico de Apoio à Exportação (Claex); Marcelo Lelis, diretor da Consultoria Estratégica e Gestão em Comércio Exterior (Actisa); Aroldo Silva Amorim Filho, presidente da Bonasa; Francisco Tomazini, dirigente da Nutriza Agroindustrial de Alimentos; Marçal Henrique Soares, presidente executivo do Sindicato das Indústrias Farmacêuticas; Alexandre Moura, diretor comercial da Sotrigo; Roberval Dias Martins, diretor comercial da Alca Foods; Welington da Silva Vieira, coordenador técnico da Fieg; Arthur Eduardo Alves de Toledo, presidente da Agrodefesa; Luiz Medeiros Pinto, superintendente de Comércio Exterior da SED;  Isabella Jayme de Angelis, assessora internacional da SED e Deusmar Barreto, chefe de Comunicação Setorial da Vice-Governadoria.

Goianos em mais uma rodada de negociações

Seminários com investidores europeus estiveram sempre lotados

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior